GIGANTE Pela Própria Natureza!
Uma mistureba sem fim!!! O seu blog sobre TUDO e NADA ao mesmo tempo! Seja muito bem vindo!!!!

TRADUTOR!

PESQUISE NO MASSAROCCA!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

[CARNAVAL] Desfiles mais Decepcionantes das Escolas de Samba do Rio de Janeiro.




Continuando as listagens sobre alguns desfiles que se destacaram por algum fator. Dessa vez vou enfocar desfiles que eram bastante esperados ou pelo pré-carnaval, ou pelos recentes históricos da escola na época e que não ocorreram de forma esperada na avenida. Lembro novamente, que essa lista é pessoal e portanto não é uma verdade universal.


Salgueiro 2010: Histórias sem fim.
O Salgueiro era atual campeã. Tinha um dos enredos mais bem comentados do ano. O melhor carnavalesco e teoricamente um "gordo" patrocínio. A escola era muito aguardada, mas na hora o desfile foi (des)empurrado por uma comissão de frente muito bem ensaiada, mas que não interagia com o público, por um dos piores abre-alas já assinados por Lage, por um samba que não rendeu metade do esperado. Tudo deixou a desejar. Nem  mesmo as sempre perfeitas alegorias de Lage salvaram o desfile da Acadêmia do Samba, elas foram em sua maior parte um mais do mesmo do carnavalesco na Avenida. O Resultado foi o quinto lugar, justificado por um ano muito fraco em termos de desfiles.



Viradouro 2007: A Viradouro vira o jogo!
Muitos vão discordar desse desfile entre os decepcionantes. Mas pelo menos pra mim, foi. Li e li muitas entrevistas de Paulo Barros na época pré-carnavalesca. No dia do desfile, tinha todo o desfile no jornal O Globo esquematicamente detalhado, ala a ala e carro a carro. Todas as surpresas reveladas. A comissão faria isso, a Bateria aquilo, as alegorias mais isso. Na hora, vi o mesmo Paulo Barros da Tijuca com mais luxo, mas a criatividade e inovação prometida passou longe... Além disso, a escola começou a correr por causa do carro da bateria e a grande favorita do ano não correspondeu as expectativas. Pelo menos as minhas.




Beija-flor 2006: Poços de Caldas: Derrama sobre a terra suas águas milagrosas - Do caos inicial à explosão da vida.
A escola de nilopólis era a atual tri-campeã do carnaval. Era bem verdade que ninguém aguentava mais ver a Beija-flor ganhando. Mas vindo de um tri-campeonato e com a força politica da escola todos esperavam mais um desfile-show da azul e branca. Mas dessa vez foi diferente. O enredo confuso sobre água e poços de caldas não rendeu um grande samba, a comunidade de Nilopólis diferente de outros anos não passou com a vibração característica e o desfile como um todo foi apenas mais um desfile... O resultado foi o quinto lugar, a pior colocação da beija-flor desde 1994 quando também foi a quinta colocada.



Salgueiro 2006: Microcosmos: O que os olhos não vêem, o coração sente! 
O Salgueiro tinha a difícil missão de abrir a noite de desfiles de domingo. Só isso já era motivo para deixar os salgueirenses desanimados. Mas na hora do desfile nada aconteceu. A comissão de frente de aranhas apresentava problemas de sincronismo, os carros de Lage não aconteceram da forma esperada, o enredo científico demais não foi muito bem entendido e a fusão do samba não resultou no esperado. Embora os salgueirenses não esperassem lutar pelo campeonato abrindo a noite de domingo, esperavam fazer um desfile melhor do que o apresentado e que rendesse algo acima da décime primeira colocação obtida por aquele enredo sobre microcosmos.




Caprichosos 2004: Xuxa e seu Reino encantado no carnaval da imaginação.
A rainha dos baixinhos – Xuxa – era o enredo do ano da Caprichosos de Pilares. Xuxa era popular e levaria com ela toda sua trupe para desfilar na avenida... Mas o pré-carnaval com tanta interferência da homenageada já era um aviso que o desfile seria complicado. O resultado foi um samba-enredo que não empolgava, que nem mesmo toda a competência do, então ascendente, carnavalesco Caê Rodrigues na parte plástica, foi capaz de tirar o desfile do tédio. Nem mesmo a passagem da apresentadora pela Sapucaí no último carro, foi capaz de provocar a emoção esperada pela escola. O resultado foi o quase rebaixamento da caprichosos, em um desfile e samba-enredo para serem esquecidos pelos torcedores de Pilares.



Grande Rio 2000:  Carnaval à vista! Não fomos catequisados, fizemos carnaval!
A Grande Rio estava crescendo a cada ano. No ano anterior havia ficado de fora do desfile das campeãs por uma vaga! Todo mundo esperava um grande desfile da escola de Caxias para o ano 2000. Mas a escola já não deu sorte no sorteio da ordem de desfile, foi escolhida a segunda de domingo, horário difícil. Além do mais, o samba enredo não empolgava no pré-carnaval... Mas desfile é na hora... E o caranavalesco Max Lopes, teve a infeliz idéia de colocar no segundo módulo do abre-alas uma representação de índios assustados com a chegada dos colonizadores, como se o público fossem esses invasores. O Resultado disso somado ao samba que não empolgava foi um desfile inteiramente frio, em um ano que quebrou o crescimento da Grande Rio e a escola passou despercebida pela avenida.



Mangueira 1999: O século do samba!
A Mangueira era a campeã, tinha um enredo dos mais comemorados, o samba-enredo era um dos mais executados do ano (com a ajuda da participação de Alexandre Pires, no auge naquela época). Pra completar na hora do desfile a comissão de frente proporcionou um show inesquecível na avenida. Não tinha como dar errado! Mas o desfile não aconteceu. O enredo não foi bem exposto, as alegorias eram muito parecidas com as do ano anterior, o samba não rendeu o esperado... E a escola amargou uma sexta colocação e sequer retornou ao desfile das campeãs.



Mocidade 1998: Brilha no céu, a estrela que me faz sonhar!
A Mocidade junto com a Imperatriz era o bicho-papão da época. Vinha mordida de um vice-campeonato no ano anterior e queria recuperar o título. O abre-alas com um imponente e reluzente sol demostrava que a escola não estava de brincadeira. O grito de guerra de Wander Pires chamava os torcedores e desfilantes para a luta. Parecia que ia ser um desfilaço... Parecia! A escola não cantou o samba, os alegorias mesmo lindas não aconteceram, inexplicavelmente a escola correu muito e ficou estacionada no fim do desfile para completar sua apresentação com o tempo mínimo. A verdade é que ninguém até hoje entende porque esse desfile não aconteceu. Mas o fato foi que a Mocidade fez uma apresentação fria e ficou de fora do desfile das campeãs, algo que não acontecia desde 1994. Decepcionante.



Foi esquecido algum desfile? 
Algum entrou na lista injustamente??? 
Comente!

20 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu colocaria nessa lista também o desfile da Tijuca de 2011. Esperava muito, pelo desfile de 2010, e pela propaganda que se fazia do desfile. No fim eu vi um desfile confuso, com ingredientes que nada tinham a ver com o enredo proposto, onde só a comissão de frente se salvou.

    ResponderExcluir
  3. e o desfile da portela que errou pra carambaa e n caiuu??vc n postou ou postouu e eu n vii!!

    ResponderExcluir
  4. Daniel, esse desfile da portela entrou na lista dos desfiles mais dramaticos. É só procurar na pagina "carnaval" aki no blog. Abrass.

    ResponderExcluir
  5. Faltou Mangueira 89,foi o mais decepcionante pra mim como mangueirense doente que sou, fraco em todos os sentidos, até no samba, coisa rara na manga.foi uma década maravilhosa pra verde e rosa com belíssimos campeonatos em 84, 86 e 87 e um vice em 88, todos esperavam muito e ela apareceu com uma marchinha puxa saco e alegorias de dar dó.

    ResponderExcluir
  6. Faltou o Bacalhau da Imperatriz (2007) e o desfile de 2009 que teve a inesquecível alegoria do Cavalo.

    ResponderExcluir
  7. Acho q foi uma lista bem infeliz. Poucos aí foram realmente decepcionantes. Alguns foram realmente muito bons, como a Viradouro 07, q mesmo com os erros, desfilou melhor q a campeã do ano(q tambem errou muito). Caprichosos 04 foi o q se esperava: horrivel! Xuxa passou voando na avenida de tanto q a escola correu. O carro dela nem fez a curva da dispersão. Bateu direto na apoteose. Mangueira 99 foi longe de ser decepcionante. Grande Rio 00 ninguem esperava muita coisa mesmo. Dessa lista so concordo com Salgueiro 2010, Salgueiro 06, Beija-Flor 06 e Mocidade 98

    ResponderExcluir
  8. VIRADOURO 2007 OO' ?
    Sarniou ......
    Mas mesmo asim , parabéns , mesmo faltando alguns desfiles seu blog ta meneiro .

    ResponderExcluir
  9. tijuca 2011 com certeza faltou na sua lista... agora a Mangueira de 1999, para mim não foi decepção, muito pelo contrário, gostei muito do desfile do Alexandre naquele ano, muito alto o nível de concepção, os tons pasteis deram um ar realmente mágico ao desfile... para mim um dos melhores da mangueira....

    ResponderExcluir
  10. Teve a minha Portela em 92 ("Cerimonia de Casamento", com o badalado e campeão Mário Monteiro, vindo com grande pompa e decepcionando) e 2005 (aquele da águia sem asas e da Velha-Guarda travada lá atrás, justo num enredo moderno do ano em que a escola iniciava um processo de renovação interna e prometia muito).
    E o festival de nojeiras (baratas na comida, bebê sangrando de cabeça pra baixo, caixões abrindo e saindo das tumbas com cadáveres à mostra) na Viradouro de Paulo Barros em "É de Arrepiar"...

    ResponderExcluir
  11. Cerimônia de casamento foi decepcionante , como salgueirense sei que microcosmos naun foi grande coisa , mas a colocação exagerou ne ?

    ResponderExcluir
  12. Ao falar do desfile da Mocidade de 1998, diz que a escola teve que esperar na avenida parqa cumprir o tempo mínimo. Isso aconteceu em 97! Ou seja, misturou as estações ai...

    ResponderExcluir
  13. Eu tiraria o desfile da Caprichosos e pelo o contrário era muito bom o samba enredo, lembro até hoje "Xuxa eu te amo, eu te amo meu amor" esperava mais, mas não foi um dos mais decepcionantes. Também tiraria o da Viradouro, cara aquele desfile foi ótimo, só que foi roubada pelos jurados...Em fim colocaria Mocidade 2007, Mocidade 2009, Mocidade 2013, Portela 2001, Portela 2002, Portela 2005 e Unidos da Tijuca 2013 esses sim foram decepcionantes !!! OBS: Sou torcedor da Mocidade Independente de Padre Miguel.

    ResponderExcluir
  14. Em termos de decepção, Mangueira 1994 (''Doces Bárbaros'') e Mocidade 1993 (''Marraio, Feridô, sou rei''). LAPS

    ResponderExcluir
  15. Viradouro em 2007 era ovacionada CAMPEÂ

    ResponderExcluir
  16. Eu colocaria Estacio de Sá em 1994, Unidos da Tijuca 1994, Mocidade 2013 e Viradouro 2010. Discordo da Viradouro 2007 pois me fez virar meio que fã da Viradouro e que contagiou a todos com a comissão de frente. E tbm discordo dos companheiros comentaristas acima, pois axo que nao entenderam o enredo da Tijuca 2011. Vlw

    ResponderExcluir
  17. Eu colocaria a beija flor 2014 e vila isabel 2014 .

    ResponderExcluir
  18. Desfiles decepcionantes foram esse da mangueira 1999, mangueira 2000, mocidade independente 2001, portela 2005.

    ResponderExcluir
  19. Não colocaria decepcionante o desfile da Portela em 2005, aquilo foi dramático, algo que nunca vi acontecer em qualquer escola de samba, ainda mais com a Majestade, mas em relação a Beija é notório, foi esse que que virei Beija Flor, mesmo com o quinto lugar, fico imaginando, se a Beija tivesse com um enredo forte que nem os 3 anos anteriores a 2006 ela viria a ser pentacampeã, já pensou?? kkk 5 campeonatos? Mas valeu, boa lista.

    ResponderExcluir
  20. Só pra explicar, Pentacampeã pois depois em 2007 e 2008 a Beija superou toda a garra e determinação e ganhou nos dois desfiles, especialmente em 2008, com o refrão do enredo que tocava no coração!

    ResponderExcluir

SIGA O MASSAROCCA POR EMAIL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...